Banco do Brasil reporta lucro líquido de R$4,9 bi no 1º tri, alta de 44%

banco-do-brasil-sede-1068x527
7 de maio de 2021

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Banco do Brasil (BB) reportou lucro líquido de R$ 4,9 bilhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 44,7% ante igual período do ano anterior, bem como alta de 33% na comparação com o quarto trimestre de 2020, conforme relatório encaminhado ao mercado.

De acordo com o documento, o lucro contábil foi de R$ 4,226 bi no período, 32,1% acima no trimestre, e alta de 31,9% no acumulado.

A instituição financeira destacou, no relatório, que as provisões para crédito de liquidação duvidosa (PCLD) ampliada, composta pela despesa de PCLD líquida da recuperação de crédito, descontos concedidos e imparidade, tiveram queda de 50,8% frente ao quarto trimestre, totalizando R$ 2,536 bilhões. Na comparação anual, a redução foi de 54,2%.

Já as receitas de prestação de serviços totalizaram R$ 6,878 bilhões no primeiro trimestre, crescimento de 6,9% na comparação trimestral e de 2,7% em 12 meses. As despesas administrativas totalizaram R$ 7,737 bilhões, crescimento de 4,8% em relação ao trimestre anterior e queda de 0,4% na comparação anual.

Também disse que a margem financeira bruta (MFB) totalizou R$ 14,564 bilhões no primeiro trimestre, crescimento de 2,8% em comparação ao quarto trimestre e de 4% na comparação com o primeiro trimestre de 2021.

Banco do Brasil

Ainda de acordo com o relatório, a carteira de crédito ampliada do Banco do Brasil atingiu R$ 758,3 bilhões em março, alta de 2,2% no comparativo trimestral e de 4,5% em 12 meses.

Já a carteira de pessoa física atingiu R$ 234,0 bilhões, com alta de 7,1% em 12 meses. Em pessoas jurídicas, somou R$ 287,1 bilhões, com alta anual de 5,2%. Em agro, o crescimento foi de 6,4%, a R$ 198,5 bilhões.

Outro indicador importante, a margem financeira atingiu R$ 14,564 bilhões no período, alta de 2,8% no trimestre e de 4,0% em 12 meses.

Por fim, a receita financeira com operações de crédito teve queda anual de 2,3%, a R$ 17,285 bilhões. Já o resultado de tesouraria totalizou R$ 2,788 bilhões, com alta de 1,6% no trimestre e queda de 20,2% no ano.

A instituição está listada na bolsa brasileira (B3) sob o ticker BBAS3.

Fonte: Capitalist

Inscreva-se e receba notificações das publicações de artigos e conteúdo.

Assine nossa newsletter

Assine e receba nossa newsletter para acompanhar as novidades do da comunidade.

Politica de Privacidade(Requirido)
Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.